4 erros que você não pode cometer na CIPA

Toda profissão está suscetível a algum nível de erro. Mas quando o assunto é a CIPA, essas possíveis falhas podem resultar em sérios danos à integridade física e à saúde do trabalhador.

Exatamente por isso é tão importante estar atento às condutas que, porventura, possam vir a representar um risco em potencial à saúde e à segurança dos trabalhadores.

Para facilitar a vida dos cipeiros de plantão e ajudá-los nessa árdua missão de zelar pela manutenção de adequadas condições de segurança do trabalho, preparamos uma lista com os 4 principais erros que têm que passar bem longe da CIPA. Confira!

1. Deixar de usar o ciclo PDCA na CIPA

Adotar o ciclo PDCA consiste nada mais do que acompanhar o desenvolvimento de determinada ação, monitorando o seu desenrolar desde a fase de planejamento até a etapa final da execução.

E não para por aí: além de acompanhar, é preciso checar os erros e desvios cometidos ao longo do processo, ajustando atividades, de modo que um novo ciclo se inicie e os resultados alcançados sejam os melhores.

Já deu para perceber a importância do PDCA para CIPA, não é mesmo?

O PDCA permite que falhas sejam detectadas e corrigidas, e isso é fundamental para a segurança do trabalho, afinal, erros nessa área podem resultar em riscos à saúde do trabalhador.

2. Não ouvir os colaboradores com atenção

Um dos mandamentos de um bom cipeiro é justamente saber ouvir. É indispensável escutar com atenção toda e qualquer consideração feita pelos colaboradores da empresa, seja uma simples sugestão ou uma denúncia de grande porte.

Todas as solicitações dos empregados são importantes, pois trazem para a CIPA informações preciosas sobre a empresa e sobre pontos de atenção que devem ser observados e controlados.

Por isso, esteja atento a todas as solicitações e desenvolva sua habilidade de ouvir se não quiser errar na condução da CIPA.

3. Deixar questionamentos sem resposta

O que você sente quando faz uma pergunta a alguém e a pessoa não te responde? No mínimo você sente um desconforto e uma sensação de menosprezo, não é mesmo?

Pois então, traga essa experiência para a sua vivência dentro da CIPA e evite que esse tipo de situação desagradável aconteça.

Responda a todo e qualquer questionamento que for feito à comissão. Isso estabelecerá uma relação de confiança e vai melhorar a recepção dos trabalhadores frentes às atividades propostas pela CIPA. Pense nisso!

4. Não investir na CIPA online

O processo de eleição é um dos momentos mais críticos na condução de uma CIPA, afinal, as atividades, os prazos e os requisitos a serem cumpridos são inúmeros.

Para manter a empresa sempre em dia com as questões da legislação de segurança do trabalho, é essencial assegurar a transparência e a eficiência no processo de eleição da CIPA. Para isso, nada melhor do que lançar mão da tecnologia, não é mesmo? Investir na CIPA online é um bom exemplo.

A CIPA online permite a automatização de todo o processo de votação, gerando agilidade, transparência e confiabilidade ao processo eleitoral. Deixar de investir nesse tipo de tecnologia é um dos grandes erros que podem ser cometidos na CIPA.

Resumindo: com um pouco de atenção e uma boa dose de tecnologia é possível, sim, fazer uma excelente condução da CIPA.

Gostou do nosso conteúdo? Então aproveite para conhecer mais dicas do universo da CIPA lendo este artigo sobre como anunciar os resultados da eleição da CIPA na empresa!

Inscreva-se em nossa lista

Inscreva-se em nossa lista

Receba todas as novidades sobre segurança do trabalho primeiro do que os outros!

Você receberá um link em seu e-mail, ative-o e comece a receber ótimas novidades

Receba todas as novidades de nosso blog! Em seu e-mail

Receba todas as novidades de nosso blog! Em seu e-mail

Inscreva-se em nossa lista de e-mails. Receba todos as novidades do nosso blog.

Você foi inscrito com sucesso, enviamos para o seu e-mail uma confirmação!